BLOG

Projeto Hippocampos: o conhecimento em defesa dos cavalos-marinhos.


O estudo da biologia, cultivo e a preservação de cavalos-marinhos são uma iniciativa do Laboratório de Aquicultura Marinha-LABAQUAC, Instituição de direito privado e sem fins lucrativos, que se dedica à conservação e educação ambiental. Originário do Rio Grande do Sul estabeleceu-se em Porto de Galinhas, Ipojuca, desde 2001.

Os cavalos-marinhos são peixes ósseos (teleósteos) que pertencem ao gênero Hippocampus e à família Syngnathidae. No mundo, existem mais de 50 espécies de cavalos-marinhos distribuídas em todos os continentes, em regiões tropicais e temperadas.

As três espécies brasileiras encontram-se distribuídas ao logo da costa do nosso País. Habitam ambientes semelhantes, porém H. reidi, espécie mais facilmente encontrada, ocupa tanto os estuários, quanto o mar. Hippocampus erectus e H. patagonicus ocupam o ambiente marinho, sendo raros os registros em estuários.

Os cavalos-marinhos, em regiões tropicais (temperatura média de 28ºC), apresentam um período de incubação dos ovos em torno de 12 dias, podendo parir mais de 1500 cavalinhos, dependendo da idade do casal. Reproduzem o ano inteiro e a partir de um ano de vida, os casais formados já conseguem produzir mais de 1000 alevinos por gestação.

  • H. patagonicus

  • H. erectus

Posts Em Destaque